Aborrecimento sexual

É possível que não tenham a mesma paixão pelo tema que eu, contudo, talvez concordem comigo que o aborrecimento sexual é um flagelo. Um flagelo! A mim, pelo menos, já me flagelou o bastante. Até que um dia, revoltosa, rugi “Aborrecimento sexual, a mim já não me apanhas mais!!” – que é como quem diz, vou ali fazer um doutoramento e já venho. É verdade, isto do aborrecimento é de tal forma grave que lhe decidi dedicar quatro anos da minha vida. E porquê? Porque poucas terão sido as relações amorosas em que não me assolou, mais tarde ou mais cedo, sobretudo se implicassem partilha doméstica. O que fazer?  (além de um doutoramento)

. Talvez começar por definir aborrecimento sexual… Para mim, é o desinteresse sexual progressivo, motivado pela monotonia sexual, mas pode ser muitas outras coisas. O conceito em si está mal definido, e sabemos poucas coisas sobre ele, mas posso adiantar que não temos de nos resignar. É importante conseguir comunicar sobre preferências sexuais, procurar introduzir nova atividade sexual – mas suponho que isso seja relativamente intuitivo. O que também é importante é garantir que a relação propriamente dita “respira”, ou seja, que as pessoas envolvidas são diferenciadas e autónomas entre si, mas que também conseguem desfrutar de tempo e atividades (novas) em conjunto. Bom, falaremos mais acerca disto, certamente. Nos entretantos, qualquer insight que tenham sobre isto por favor partilhem. Pesem que podem estar a fazer um contributo importante para a ciência.

Autor: prontoadespir

Sexo descomplicado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s