My boyfriend

Estava a ouvir uma entrevista ao Seth Stephens-Davidowitz para um podcast sobre as vicissitudes da cena de dating em Nova Iorque (eu oiço podcasts estranhos, sempre na esperança que falem sobre sexo), o Why Oh Why, quando me deparo com o seguinte facto: há o dobro das entradas no Google referentes a “my boyfriend won’t have sex with me” do que “my girlfriend won’t have sex with me”. O contexto: Seth Stephens-Davidowitz é um prodígio de Big Data, daqueles que andou aí a espalhar sucesso em tudo o que é Universidade Ivy League americana, e que publicou o “Everybody Lies” – um livro em que apresenta resultados sobre termos de pesquisa (do Google ao Pornhub). Há um manancial de informação com o potencial de me interessar neste livro (que não li), mas vamos focar-nos no facto que referi acima (em vez de atentarmos ao facto de a pesquisa mais frequente a seguir a “my partner won’t have sex with me” ser “my partner won’t text me back”). O cientista de Big Data também nos conta que as pesquisas no Google sobre questões sexuais ultrapassam em muito as pesquisas sobre questões relacionais. Ele queria, inclusivamente, intitular o seu livro de “How big is my penis?”, mas os editores não deixaram. Ao que interessa, gostava de saber porque parece haver mais preocupação em torno dos namorados que não querem fazer sexo do que das namoradas que não querem fazer sexo. Ideias?

Autor: prontoadespir

Sexo descomplicado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s